Fotografar é a arte de fazer o tempo parar. (Edna Frigato)
A quantidade de aparelhos celulares de primeira linha e os smartphones ajudou muito na popularidade da Fotografia, pelos preços – caindo ao longo do tempo – e pela qualidade técnica que atende a maioria das pessoas, que querem apenas registrar os melhores momentos de suas vidas.

Mas você já sentiu que seu celular, mesmo de última geração, não dá todos os recursos
profissionais que uma câmera pode proporcionar?

Ou está com uma câmera de boa qualidade, mas sente que precisa investir em acessórios e
equipamentos que elevem a qualidade dos seus trabalhos?

Os itens que envolvem a Fotografia, mesmo os básicos, não são baratos, a maioria é importada
e tem de pesquisar muito, por isso vamos falar de 3 ideias reais para gastar menos com material fotográfico.

Comprar em uma viagem aos Estados Unidos

Se tiver uma viagem prevista – ou um amigo sem muito consumismo – vale a pena visitar as lojas especializadas – e são muitas, especialmente nas grandes cidades e até nos hipermercados tão famosos de quem viaja para lá.

Os preços certamente serão melhores e a variedade é impressionante.
Vale alguns cuidados, especialmente com o valor da cota para trazer, é importante pesquisar na véspera da ida para não ter surpresas na volta e perder todo a economia esperada. Outro cuidado é quanto à documentação dos itens que viajarem com você. É sempre recomendável levar a Nota Fiscal da sua câmera atual para que ela não se transforme em compra na volta e estoure a sua cota.

Lojas no Brasil

Podemos encontrar lojas especializadas, em galerias comerciais famosas como a Avenida Central no Rio de Janeiro ou a região da Santa Efigênia em São Paulo.

É uma ótima oportunidade para ter contato com os equipamentos e obter opiniões e dicas dos vendedores. Eles, assim como os vendedores de vinil, são apaixonados pelo produto.

Sabemos que os preços na grande maioria são custo Brasil, incluindo todo o gasto para formar o estoque (a grande maioria de importados) e manter a loja. Quando comparamos com as lojas virtuais, dificilmente alguma loja física compensará.

Mas podemos encontrar preços especiais por itens que não sejam os mais atuais, porém têm muita qualidade e podem atender você. E algumas vendem equipamentos usados e certificados, o que pode ser uma bela opção.

Dois cuidados são fundamentais: procurar lojas tradicionais no ramo (os locais citados acima possuem muitas) e cuidar da segurança. São itens de alto valor e, portanto, todo o cuidado nos locais é pouco.

Enfim, estar em uma destas lojas é sempre uma bela experiência para conhecer novidades, uma oferta imperdível. Ou ganhar muito conhecimento.

Comprar pela Internet

Sem dúvida a opção mais confortável e abrangente. É a de menor custo.
De casa podemos consultar diversos fornecedores e um leque muito maior de itens, com preços variados, comparar. Muitas lojas brasileiras têm preços atraentes nas lojas virtuais e não há nada de suspeito nisso. A venda digital ainda permite preços melhores.

Uma dica valiosa é pesquisar a reputação das empresas em canais como o Reclame Aqui, principalmente os tipos de problemas e o nível e tempo de solução.

Para os sites internacionais, é importante pesquisar muito sobre eles, através de notícias e amigos que tenham usado e qual foi a experiência. Na dúvida, prefira sites renomados como a Amazon ou a B&H.

Mas, de uma forma geral, é um universo que exige muito tempo, cuidado e paciência para buscar as melhores soluções. Muitas empresas nasceram na Internet e praticamente todas as lojas físicas migraram ou estão migrando.

Ou seja, se uma loja não for ética no balcão, dificilmente será em uma tela de computador.

E falando de sites internacionais, por que não investir num Curso de
Importação?

Comprar no exterior, pela quantidade de empresas e a dificuldade de acesso às informações delas, exige um método seguro para administrar tudo:

  • Conversão de preços.
  • Formas de remessa
  • Documentação que pode/deve ser exigida.
  • Legislação tanto na origem quanto no destino da compra.
  • Cuidados legais na retirada no Brasil (impostos, quando for o caso).

O curso academia do importador tem uma relação custo-benefício excelente quando pensamos naquela lente de alguns mil reais que não queremos que seja uma ilusão de compra. E o melhor: é um aprendizado para todas as compras.
Dos próximos equipamentos fotográficos e de muitos outros itens.

Leave a Reply

Your email address will not be published.