Depois de anos demonstrando a sua paixão pela Fotografia em belas imagens das suas viagens de férias, registrando todas as festas de amigos e familiares e sendo elogiado por todos, chegou a hora de voar mais alto.

Hora de abrir a sua empresa de fotografia e aliar a paixão a um mercado que cresce cada vez mais.

Muita gente apostou que os celulares e smartphones derrubariam o trabalho de fotógrafos. Mas quem quer arriscar seu casamento ou o batizado do filho em mãos nervosas e pouco estilo?

Abrir uma empresa não é uma tarefa simples, mas com algumas boas dicas você pode começar a trabalhar com tranquilidade e ter muito sucesso. Veja os primeiros passos para abrir uma Empresa de Fotografia.

Passo 1 – Definir os serviços que você vai oferecer

A Fotografia hoje em dia tem uma série de serviços, que permitem se especializar e conquistar públicos-alvo específicos. Os principais são os abaixo, mas existem mais opções.

  • Ensaios de pré-casamento (os pre-wedding)
  • Ensaios de gestantes
  • Ensaios de recém-nascidos (os ensaios newborn)
  • Ensaios infantis
  • Ensaios sensuais
  • Ensaios de moda
  • Fotografia de eventos sociais (casamentos, festas pessoais, formaturas)
  • Fotografia de eventos corporativos (empresas, congressos)
  • Fotografia de publicidade

Outro ponto é se você vai oferecer ensaios externos também, porque muda bastante o seu plano de negócios e a exigência de equipamentos. Definir os serviços é fundamental para os dois próximos passos.

Passo 2 – Definir os equipamentos necessários

Agora é a hora de orçar o que você vai precisar em termos de equipamentos fotográficos. Porque uma coisa é fotografarmos de forma amadora, mas agora você precisa de alta performance.

Decida com cuidado quais itens – câmeras, tripés, lentes e acessórios – você precisará para executar os serviços que vai oferecer, especialmente se for atender externamente.

Passo 3 – Montar seu Plano de Negócios

Este documento é o principal para todo empreendimento. Nele retratamos todos os aspectos do negócio. Tudo mesmo, para que nada seja esquecido e isso prejudique a abertura da loja.

Alguns dos pontos que devem constar nos planos de todos os tipos de negócios:

  • Produtos ou serviços que serão vendidos
  • Precificação do que será vendido
  • Estoque inicial (para a Fotografia, podem ser de papel, baterias, etc)
  • Valor de investimento e capital de giro
  • Receitas e despesas mensais previstas (incluindo estoques)
  • Lista de todos os equipamentos e mobiliário que são parte do investimento
  • Despesas de abertura (licenças, taxas, documentos)

Passo 4 – Investir no Marketing Digital

Todo negócio precisa estar no mundo digital para ser visto e poder atrair clientes – em uma quantidade muito maior que o marketing tradicional, que também deve ser pensado (fachada, banners, propaganda em revistas e outdoors).

No mundo virtual, você deve investir em um site com um blog, para expor alguns trabalhos, depoimentos e artigos relacionados à Fotografia. Além disto, ter contas ativas e dinâmicas no Facebook e no Instagram (principalmente) com conteúdo interessante. E tudo alinhado com o estilo do seu trabalho e do público que você quer atrair.

Passo 5 – Organizar para abrir

Este passo é muito subestimado pelos empreendedores iniciantes, mas fundamental para que sua empresa comece sem problemas burocráticos, legalizada e possa participar de todo tipo de trabalho.

Tipo de localização

Se você vai alugar um imóvel, criar um estúdio móvel (trabalhando sempre no cliente ou externamente) ou alugar um estúdio de terceiros conforme a demanda. Cada tipo tem as suas vantagens e desafios, mas também tem formas diferentes de legalizar.

Regime social e tributário da empresa

Aqui você definirá se sua empresa será MEI (Micro Empreendedor Individual), Individual ou Sociedade Limitada. Muitos aspectos influenciam cada tipo: faturamento previsto, objeto social da empresa (o regime MEI aceita poucos) e existência de sócios.

Aqui a melhor escolha é conversar com uma contabilidade online para explicar as vantagens de cada um para o seu negócio.

Legalização

Hora de abrir a empresa:

  • Adquirir o CNPJ
  • Elaborar e registrar o contrato social
  • Abrir conta bancária
  • Registrar-se no sistema de emissão de NFS-e (notas eletrônicas de serviços)

Como podemos ver, uma das coisas mais importantes é a administração, ela precisa estar segura para evitar problemas legais e fiscais. Confie em uma contabilidade online, com profissionais qualificados, para que você possa cuidar de conquistar clientes e vender!

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.