A Fotografia não é uma atividade barata, mas é extremamente prazerosa e uma ótima opção de ganho profissional.

Vai começar a carreira em Fotografia? Veja o Kit básico e o melhor custo-benefício.

1. Câmera

Quando falamos de Câmeras, é comum pensar no segmento de uso delas – eventos, natureza, esportes. Porém, para um iniciante isto não é o mais importante, e sim um equipamento que atenda os recursos, qualidade e praticidade que ele precisa e espera.

Falando em marcas, a Canon e a Nikon são as recomendadas. Tem ótimos modelos, são as marcas mais conhecidas e com as melhores redes de distribuição de componentes e assistência técnica especializada no Brasil.

São as mais usadas – você vai encontrar amigos e colegas de cursos para trocar experiências – e mundialmente famosas – você poderá encontrar itens por ótimos preços durante as suas viagens ao exterior.

Sobre modelos, os mais recomendados são a Canon EOS Rebel T5 e a Nikon D3400.

Conheça aqui detalhes da Canon EOS Rebel T5Submarino R$ 1.925,90

Conheça aqui detalhes da Nikon D3400Submarino – R$ 2.199,00

2. Baterias

Quantas vezes você ouviu falar de pessoas que chegaram em eventos sem bateria porque deixaram no carregador em casa? Ou chegaram com a bateria quase zerada, porque esqueceram de carregar ou porque a bateria não segura a carga.

A Bateria é o típico caso de acessório subestimado em meio a câmeras, tripés e lentes. Mas quase sempre é nela que está a ruína de muitos amadores e profissionais.

As câmeras semiprofissionais e profissionais já são vendidas com bateria, porém é recomendado investir em uma reserva – que também deve estar sempre carregada.

Não há variação de modelos, a bateria acompanha o modelo de câmera, mas o mercado tem uma boa quantidade de lojas para pesquisar pelo melhor preço.

Os preços na Internet variam de 100 a 199 reais.

3. Cartões de Memória

O Cartão de Memória não é vendido com a câmera, portanto devemos comprar assim que vamos começar a fotografar. É importante verificar o cartão compatível com a sua câmera, existem algumas diferenças entre marcas/modelos.

Uma dica importante é usar cartões de menor capacidade – 16GB – invés de concentrar em cartões de 32GB ou 64GB. Quanto mais fragmentado, melhor caso haja defeito em um deles, você perde apenas parte do trabalho. Se for trabalhar bastante com vídeos, é recomendável usar cartões de 32GB que armazenam mais minutos. Prefira os cartões Class 10 de no mínimo 45mb/s, ideais para vídeos. Ou seja, é bom ter um grupo de cartões.

Os preços na Internet variam de 50 a 90 reais.

4. Tripés

O Tripé é comumente negligenciado pelos iniciantes em Fotografia, que olham mais para a dificuldade de transporte e o peso.

Basicamente ele atua na estabilização da câmera em diversas situações e alturas. Isso permite que o fotógrafo concentre-se mais na arte e menos na estabilidade física – e as câmeras tem um peso considerável.

Alguns cuidados na hora de comprar o tripé:

  • O peso que ele suporta, comparando com o da câmera com flash e lente.
  • Se ele vem com a cabeça ou ela tem de ser comprada separadamente.
  • Se a cabeça é removível – você ganha em versatilidade.

A quantidade e modelos é grande e os preços variam muito, de 200 a 500 reais.

5. Bolsas 

Você vai carregar itens de alto valor, extremamente sensíveis a quedas e choques e também com acessórios caros. Ter uma Bolsa de qualidade é importante para preservar os itens e reduzir ao máximo os riscos.

Aqui não só a segurança do equipamento mas a sua também precisa ser pensada. Muitas bolsas denunciam o conteúdo, o que pode deixar você preocupado demais para aproveitar ou exposto demais.

Muitas pessoas sugerem que cada item – câmera, lente, flash – tenha sua própria case e colocar todas em uma mochila comum. Desta forma, não vai chamar a atenção.

Os preços vão variar bastante conforme a marca, o material e o estilo da bolsa, ou se usar várias.

Quando partimos da câmera e acessórios básicos para iniciantes em Fotografia, são valores consideráveis. Se não tiver o valor todo economizado, dificilmente você conseguirá tudo junto em uma loja parcelando a compra – ou será de 6 vezes no máximo.

Mas você não quer abrir mão de sua paixão pela Fotografia de alta qualidade, não é mesmo? Uma ótima opção é um empréstimo online e programar-se para pagar mensalmente.

E por que um empréstimo online? Porque o processo é mais rápido, é seguro e tem uma taxa de juros menor que o mercado.

Quer conhecer mais? Recomendo este artigo do Blog Bons Investimentos, do Ricardo Cid e do Haroldo Cid, especialistas em Finanças Pessoais, que podem esclarecer como funcionam.

Assim você não desiste da sua paixão pela Fotografia e não queima o filme com o seu bolso!

Sucesso!

Leave a Reply

Your email address will not be published.